sexta-feira, 15 de maio de 2009


GENTE NUA  

 

 

Muitas vezes encontro pela rua,

sob marquises, gente adormecida...

Esfarrapada, suja e seminua,

que no relento, arrasta sua vida!

 

Quando acorda, o sol já vai bem alto.

Com gestos lentos, dobram cobertores,

bem devagar, sem nenhum sobressalto

como fossem veteranos atores...

 

Sem pressa, nessa vida sem destino

pisam os passos de não sei pra onde...

levados quiçá, pelo desatino.

 

Pra trás, ficaram todas as lembranças...

Nada perguntam e ninguém responde.

Sombras nuas seguem, sem confiança!


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

_____________________________

105 comentários:

Anderson Meireles disse...

UM BELO PROTESTO, POÉTICO, PROFÉTICO!
MUITO BOM!
ABRAÇO!

Bela disse...

A essas pessoas eu chamo de almas vagueantes ...

Um bom fim de semana

Faces de Mulher disse...

É triste saber que não podemos acabar com esse tipo de vida...
Traz-me grande tristeza saber que muitos estão nesta situação social...
Crianças, adolescentes, idosos sem rumo e sem perspectiva de vida de melhora...
Um mundo capitalista e mercenário em que vivemos sem saber a verdadeira razão de estarmos aqui...
Amar...
Simplesmente amar...
Prazer estar aqui...
Um belo fim de semana...
BJKS...
Chrys
;)

paula barros disse...

Se tem algo que me inquieta mais é ver pessoas dormindo na rua. Sempre agradeço ao acordar ter onde dormir.

Gosto muito da sua forma de escrever, de refletir e nos passar os temas.

abraços, ótimo final de semana.

Vanda Mª Madail Rafeiro disse...

Quanta sensibilidade! Belo poema!
Um abraço!

Monique Frebell disse...

E pensar que são pessoas como nós, tão carentes como nós, tão nus como nós mesmo vestidos de hipocrisia e indiferença...

Retrato do desespero urbano e caótico!

Bjuus!

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ZÉLIA, UMA REALIDADE MUITO TRISTE AMIGA... SUBLIME SONETO!!!
VOTOS DE UM BOM FIM DE SEMANA...ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Teresa Queiroz disse...

sensível e branco...

Lu Cavichioli disse...

Querida Zélia, como são leves e suaves teus versos, mesmo sobre um tema tão cruel.

Teu blog é um sonho!

Passa lá no retratos, tem surpresa pras minhas amigas virtuais.

http://retratosemdegrade.blogspot.com

ultrabeijos da Lu

Ana Martins disse...

Querida amiga,
este soneto é de uma beleza ímpar, é um grito de solidariedade por todos os que sem tecto lutam pela sua sobrevivência.

Bem-Haja!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Dauri Batisti disse...

Eles tem essa vagareza. Falta-nos.
Fica-nos o dom de condoer-se. Mas seria bom dobrar os cobertores assim.

Lndo.

Beijo.

Vivian disse...

...é pensar que estes são
nossos irmãos que tantas
vezes nos chamam com um
simples olhar que fingimos
não ver.

mas você com esta sensibilidade
ímpar, nos chamou a atenção.

que linda é você!

bj meu

Agulheta disse...

Querida amiga! É no protesto das palavras,que nos fazem meditar os comportamentos da vida e da sociedade.
Beijinho e luz

Maria disse...

Oi, passei para lhe convidar a ir ao meu blog e colher um certificado que deixei lá pra você.
Volto aqui depois para ler seus escritos que são lindoooosssss.
obrigada pela companhia- bjs

Duarte disse...

Este soneto possui uma carga emocional imensa, cala fundo. É uma imagem diária nas grandes urbes, o dia a dia, o mau é que nos vamos habituando e ninguém faz nada por o suprimir. Talvez o teu chamamento!

Beijinhos

Osvaldo disse...

Zélia;

Que bela e comovente homenagem, prestas aos deseritados da vida, homens, mulheres e crianças, que não têm sonhos, não pensam no amanhã apenas procuram sobreviver.

Obrigado Zélia pelo belo poema e pela nobreza do teu gesto ao dedicares tão bela literatura aos "mendigos" da vida...

bjs
Osvaldo

João Reis disse...

Maravilhoso este texto sobre uma realidade penosa e injusta. Para essas pessoas o tempo parou. As tuas palavras dizem tudo. Parabéns e bom fim de semana.

utopia das palavras disse...

Nuas de esperança, nuas de vida! Realidade crua!

Excelente soneto, Zélia!

Um beijo

Nanda Assis disse...

lindo poema, e as rosas brancas tão lindas demais.

bjosss...
.
..*Bjao**Bjao*
..*Bjao*...*Bjao*
..*Bjao*.....*Bjao*
..*Bjao*...*Bjao*
..*Bjao**Bjao*
..*Bjao*...*Bjao*
..*Bjao*.....*Bjao*
..*Bjao*....*Bjao*
..*Bjao**Bjao*

................*Bjao*
................*Bjao*
................*Bjao*
................*Bjao*
................*Bjao*
................*Bjao*
*Bjao*.......*Bjao*
.*Bjao*.....*Bjao*
...*Bjao*.*Bjao*
.......*Bjao*

.........*Bjao*
..*Bjao*....*Bjao*
*Bjao*.........*Bjao*
*Bjao*.........*Bjao*
*Bjao**Bjao**Bjao*
*Bjao**Bjao**Bjao*
*Bjao*.........*Bjao*
*Bjao*.........*Bjao*
*Bjao*.........*Bjao*

........*Bjao*
..*Bjao*...*Bjao*
.*Bjao*......*Bjao*
*Bjao*........*Bjao*
*Bjao*........*Bjao*
*Bjao*........*Bjao*
*Bjao*........*Bjao*
.*Bjao*......*Bjao*
..*Bjao*...*Bjao*
........*Bjao

Gaspar de Jesus disse...

Olá Zélia
Vim agradecer a amável visita, e desejar para si um feliz fim de semana.
"...Sombras nuas seguem sem confiança!"
Por momentos pensei que falava de Portugal...
Obrigado
Beijinhos
G.J.

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Zelia.

Infelizmente esta é uma realidade nua e crua que cada dia que passa se agrava mais e mais.

Muita sensibilidade em seu protesto poético.




BOM FINAL DE SEMANA!

♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Sonia Schmorantz disse...

Forma poética de falar da tristeza destas pessoas, cuja vida para elas também é uma sombra, apenas existem.
beijo e lindo final de semana

direitinho disse...

Bom dia
Mesmo vendo esses quadros todos os dias não esqueceu de os sentir na sua totalidade.
Na nossa cidade ainda não se vê muita coisa, mas em Lisboa, Porto ou em Coimbra são já casos normais.
Quem se sujeita a estas vidas parece procurar um ambiente anónimo, supicando mesmo - Deixem-me ser como sou e viver como quero.
Vivemos num mundo de contradições.
Não posso dizer mais pois não encontro razões que pirmitam esse tipo de viver sem nada e nada querer. Outros que por várias razões vão e se deixam ficar....

ARTISTA MALDITO disse...

Olá Zélia

Pessoas que têm por amigo o esquecimento, esquecidas de si mesmas porque invísiveis ao mundo.

E sem mais confiança, o andar sem "destino" abandona-se em "desatino", ausentes do tempo, perdidas no seu abismo.

É muito triste.

Beijinhos e um excelente fim de semana
Isabel

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Pensamos demasiadamente
Sentimos muito pouco
Necessitamos mais de humildade
Que de máquinas.
Mais de bondade e ternura
Que de inteligência.
Sem isso,
A vida se tornará violenta e
Tudo se perderá.
(Charles Chaplin)

Hoje passando para desejar um final de semana com muito amor e carinho.
Abraços do amigo Eduardo Poisl.

Luiz Caio disse...

Oi Zélia! Como vai?

Isto é antigo, e é eterno... Infelizmente!

TENHA, APESAR DE TUDO,
UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA!

BEIJOS.

Papoila disse...

Querida Zélia:
Muito bonito este soneto de protesto e solidários por todos os sem abrigo.
Beijos

Paulo - Intemporal disse...

__________________ sublime Zélia

nesta contemplação

das sombras nuas

__________________ um beijo ,,,,

Fragmentos Betty Martins disse...

.________querida Zélia



.gente nua______vestidos de incertezas


____por vezes o seu único agasalho são______apenas o ténue calor das lembranças____...



triste - mas lindo poema!








______________________///







beijO____ternO
bFsemana

Prof. Israel Lima disse...

Amiga Zélia,

Que comentário lindo! Obrigado por sua visita e comentário, viu.

Obrigado!

Volte sempre e VOTE nos meus selos de participações.

Beijos

elvira carvalho disse...

Bonito soneto, que é também um protesto contra uma situação cada dia mais evidente. No início do mês fui a Lisboa, e foi com tristeza que vi as arcadas do ministério, no Terreiro do Paço, cheias de desabrigados.
Um abraço e bom Domingo

Dois Rios disse...

O intragável e inadmissível retratado de forma poética.

Belo, ainda que triste.

Beijo,
Inês

TristãoeIsolda disse...

Vidas sem chão e sem horizonte.
Vidas feitas de silêncio e dor.

Abraço

Alvaro Oliveira disse...

Querida amiga Zélia...

Lindíssimo este poema, a despertar
as mentes para uma situação que
infelismente vemos no dia a dia.
Adorei este poema

Um beijo de carinho

Alvaro

Daniel Savio disse...

A gente que deveria nos despir da nossa hipocrisia e tornamos melhores (ao ajudar estar pessoas)...

E belo texto, menina.

Fique com Deus, menina Zélia.
Um abraço.

Ana Paula disse...

Olá Zélia, vim retribuir a visita.
É bom demais este seu cantinho, deparei-me com palavras tocantes ainda que retratando uma realidade dolorosa...a música, essa embala-nos e faz-nos "ver" as palavras impressas.Adorei, regressarei em breve.
Um obrigado sentido.
Beijinho

Ailime disse...

Amiga Zélia!
Um sentido olhar em forma de soneto sobre os mais desamparados, os mais desfavorecidos que infelizmente vão povoando as ruas de um número sem fim de cidades espalhadas por todo o mundo!
Que Deus ajude os homens do poder a encontrar uma solução para este grave problema!
O meu beijinho, sempre, em tons de azul céu.

Sol da meia noite disse...

Gente nua...
Despida de de tudo o que a vida lhes roubou e a que tinham direito.

Um beijinho *

sagitario disse...

como a poesia pode ser uma arma contra a indeferença e você provou isso mesmo.
Gente nua, judeus errantes, desiludidos da vida é tudo o que há por este mundo fora.
Por vezes foram pessoas muito felizes e não se conformaram com a crueldade do destino.
Para todos eles o meu respeito.
um bom fim de samana

Caterina disse...

Carissima Zélia,
é bella, infinitamente triste e commovente la tua poesia. Le persone emarginate con sorte cosí ci sono anche da noi e non poche.
La musica di nuovo mi sembra molto- molto conosciuto cerco di scoprire il perché.
Bacini:
Kati

SAM disse...

Lindo Zélia....Que as pessoas possam vê-las com o coração. Como você, que transborda sentimentos e dá forma a poesia. Parabéns, querida por este belo e emocionante momento.


Beijos com carinho

tecas disse...

Querida Zélia, seu soneto "Nu"está um encanto. Cheio de verdades, as quais, muitas vezes queremos virar as costas. Um protesto, uma chamada de atenção social para que haja mais solidariedade. Um bem haja em nome dos que não têm voz.
Mil bji para si e continue a ser como é...

mariam disse...

Zélia,

bom 'retrato' da miséria humana, dos que a sentem na pele, dos que a podiam minimizar e não querem (governantes e gente influente) e ainda de quem se sente impotente perante o facto...(aqui me incluo)

parabéns p'lo seu 'olhar' atento...

um grande abraço e um sorriso :)
mariam

Graça disse...

Zélia,

Triste realidade... mas a poesia é também arma de denúncia...

[Como este seu soneto.]

Um beijo com todo o carinho

Canduxa disse...

Olá Zélia,
Lindo poema!
Uma forma nobre de homenagear quem não tem nada e ao mesmo tempo passar a mensagem para os menos atentos.
Um apelo à solidariedade.
Beijinho
canduxa

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ZÉLIA, VOTOS DE UMA BOA SEMANA, ABRAÇOS DE AMIZADE... FERNANDINHA

Victor S. Gomez disse...

bom final de domingo. bjs

Laura disse...

Olá minha querida..

Sempre os haverá
A dormir ao relento
E a não ter tempo
Para o tempo...

A vida foi-lhes adversa
Os porquês
Só ELE os saberá...

Mas, se todos
Se unissem
E pusessem o amor
Acima de tudo...

Algo de maravilhoso
Aconteceria...

Dormir ao relento
depressa se acabaria ...

E um sorriso agradecido
De todos os rostos
Saíria...

Um beijinho da laura, que sofre, por saber que há por todo o mundo, alguém que não sabe o que é um lar, amor, pão, calor humano, enfim...

Intruso disse...

e são tristes....

Daniel Costa disse...

Zélia

Um olhar poético, que sendo sempre oportuno, revela o bom coração do observador.
De facto é pungente a miséria, por vezes da própria mente, que é transversal às metrópoles de todo o mundo.
Beijinho,
Daniel

Graça Pires disse...

Um poema inquietante. Um poema que denuncia uma realidade que nos envergonha.
Um beijo.

*Lisa_B* disse...

Ola Zelia, linda...

Que lindo, triste sim...mas muito lindo.
Gosto da apresentação que faz ajuda na beleza da oesia.
beijinhos com carinho

neo-orkuteiro disse...

Interessante, Zélia. A beleza dos seus versos em si não fica em nada afetada pelo pavoroso quadro de dor e desalento que sugere ou antes denuncia, pois todos nós vemos diariamente desta nudez, nem sempre tão comovidos. A cena por você descrita em versos praticamente se banaliza, ou quase, na dura realidade por ser tão corriqueira e tão onipresente. Vemos miséria em contrastes violentos onde quer que nos encontremos.
Achei significativa a presença destas belas rosas brancas ladeando este soneto.
Parabéns por sua Gente Nua.

Luciana disse...

Que linda postagem, obrigada por visitar meu Blog.


Bjs

Laura disse...

Lembrei que um dia, há anos, vinha com meu manel a pé pela cidade, fomos a pé, era noite de verão, visitar uma amiga nossa e, no regresso havia uma esplanada cheia de gente a cantar, musicos a tocar, continuando caminho, logo ali atrás, ao pé do castelo, a passos da musica e da alegria, dormia, dois sem abrigo, enrolados em cobertores...fiquei a pensar; Deus, como pode a alegria e a dor viverem tão perto uma da outra... e fui tão triste para casa, triste por não poder ajudar, porque eles, os sem abrigo, na maior parte das vezes, querem viver assim, na rua...Vidas, vidas sofridas no vicio e na dor..Beijinho d alaura..

Marta Vasil disse...

Zélia

A tua poesia de hoje é uma poesia muito séria e vazia da vida de alguns! Dá gosto ler pela qualidade, mas arrepia pelo que sentimos ao lê-la.

Beijinho

MV

Je Vois la Vie en Vert disse...

Como temos sentimentos em conjunto, querida Zélia ! Senti muita transmissão de pensamentos no teu lindo Mundo Azul cheio de doçura !

Que belo gesto oferecer este poema aos esquecidos, silenciosos nas ruas. Junto-me ao teu grito para olharmos para esta gente nua que ninguém repara !

Um beijo meu para ti e para estas "sombras" a quem podiamos dar um pouco de luz às vezes com uma simples palavra nossa .

Beijinhos da

Verdinha

Sereia Azul* disse...

Um lindo poema de significado triste! Pudessem os poetas pintar uma realidade diferente para estas pessoas sem abrigo!

Um abraço de brisa marinha*

Alda disse...

Vidas sem horizonte nem cor, são cada dia mais uma triste realidade!
Um beijo de luz.
Alda

(Carlos Soares) disse...

Triste cenário da vida real.E a gente segue buzinando no trânsito, como se debaixo da marquise não estivesse acontecendo nada.mas está sim: a falência da sociedade.bjss

poetaeusou . . . disse...

*
as cidades,
das
desesperanças !!!
,
azuladas conchinhas, deixo,
,

*

BC disse...

São imagens que nos ficam na retina, bem marcadas por sofrimentos alheios que não o são!!!
Beijinhos

Martinha disse...

É uma dura realidade, que observamos por esse mundo fora. E apesar de tudo, de toda as ajudas, é um mal que ainda persiste nas nossas sociedades...
Fica a esperança que daqui a uns anos minimize.
Gostei. :)
Beijo *

R.G. disse...

Zélia,
quantas vezes esta realidade está mesmo a frente dos nossos olhos e insistimos em não ver...

esperando que esta realidade mude
deixo um beijo perdido

SAM disse...

Amiga...Como já li o belo post te deixo um beijo.

Bichodeconta disse...

Lindo seu poema, infelizmente retrata uma realidade que não podemos ignorar.Em cada esquina ou passeio há alguém que dorme ao relento.Sem amor, sem os mais básicos cuidados de higiene, sem alimentação, e olhados com desprezo..Sua sensibilidade tocou num ponto fraco da nossa sociedade. Uns com muito, outros com pouco, outros a viver sem nada..

Mary West disse...

Adorey a força que cada palavra sua destacou!

heretico disse...

belo e sensível poema.
gostei muito

beijo

Mariazita disse...

Um alerta, uma chamada de atenção para os menos atentos.
Uma realidade confrangedora transformada num lindo soneto.

Um resto de boa semana.

Um beijo com carinho
Mariazita

O Puma disse...

O silêncio

é cumplice

Não basta ter razão

mixtu disse...

um caminhar
nús
despidos de preconceitos
ou desnudar....

abrazo europeo

©tossan disse...

É difícil ver e não sentir nada. Agradeço a Deus pela vida que tenho. Lindo poema....Lindo! Beijo

Nilson Barcelli disse...

Um excelente olhar poético para uma situação nada poética...
Parabéns pela sua criatividade. Gostei imenso.
Cara amiga, um bom resto de semana para vc.
Beijo.

Cris Animal disse...

Voltando de viagem e matando a saudades dos amigos...

E pensar que podíamos mudar essa triste realidade do abandono, do pouco caso, do descaso, da desvalorização do meu semelhante.



Estou fechando meu blog esta semana só para os amigos. Vc vai precisar pedir autorização no meu e-mail que aparecerá para continuar no meu blog e...é claro, quero muito que vc fique. Por favor, assim que tentar entrar no meu blog e constar fechado, envie um e-mail e mando autorização. Peço apenas que identifique no e-mail o nome do seu blog. Valeu!
beijo grande
..............Cris Animal

mdsol disse...

Sempre belas as palavras. E doce a música!
:))

Eduardo Aleixo disse...

Zélia

Sombras nuas
No mundo azul...


Belo poema o teu.

Ricardo Calmon disse...

percebo em oráculo esse,um humano ser,amalgamado de sensibilidade e abissal ternura,em forma de escriba mulher,o começo e a permanencia de TUDO!
Belo lugar esse de sagrado cardíaco seu !

Viva a Vida!

Obrigado!

BEM HAJAS!

Paula disse...

Adorei, cada palavra, cada sentido que transmite...
A vida não é mesmo colorida, infelismente há um outro lado, tantas vezes esquecido ou ignorado.
Um grande beijo
Paula

tertulías disse...

Gostei também do que Bela disse: almas vagueantes...

Elcio Tuiribepi disse...

OI Zélia, dificil a gente ver, fazer pouco e depois esquecer como se tudo tivesse resolvido, a gente sabe que não, por isso as vezes depositamos nossos sentimentos nas palavras...é um desabafo diante a injustiça social ou quem sabe algo qu não temos nem idéia do porque ter chegado ali, àquela situação...um abraço na alma...bom fim de semana

A.Tapadinhas disse...

Era tão infeliz que lhe roubaram a sombra...
:(

Beijo.
António

xistosa - (josé torres) disse...

Fazem parte da escória que a nossa sociedade destila e ignora.

Belíssimo soneto, como um hino aos sem-abrigo que uma mão amiga pode cobrir, mas que todos ignoram.

elisabete fialho disse...

Um dia li num blog num ESCRITO que dizia assim:
"Respostas a perguntas que nunca foram feitas"
Ao ler o teu poema, vá lá saber proquê o quadro que escreves foi ver como se os indigentes fossem essas "respostas a perguntas que nunca foram feitas"
a caminhar num caminho que não tem chão
Fiquei com uma sensação estranha...foi esquesito
Zélia não me perguntes porquê...eu não vou saber a resposta
Sabes que sou assim meia que desengonçada no meu SENTIR
Um beijo de muito carinho

Narelly Batista disse...

Belíssimas palavras para um tema tão triste! Lindo Parabéns! :D Venha visitar meu blog http://obakaxipapofurado.blogspot.com/

Laura disse...

Gente de rua
Fria e nua
Gente de rua
Que não quer um tecto
Por perto
Porque lhes soa
A liberdade
Perdida...

Gente de rua
Sem lençóis de seda
Apenas com codeas de pão
Que outras gentes
deitaram fora
Para o chão...

Ah, se a gente vestida
Soubesse guardar
Soubesse doar
O pão da vida
Do amor
Ah, como se ouviria
Dos Anjos
O seu clamor !...

Saiu agora minha querida, e, vou colocar no meu blogue, foi escrito aqui ...por inspiração..beijinho da laura..

Paulo - Intemporal disse...

venho deixar-lhe um beijo

e o desejo de um bom fim de semana querida Zélia.

é sempre com muito prazer que amanheço aqui.

mari (a)penas... disse...

Uns fazem-no porque não têm outro lugar, outros por opção.

Admiro estes últimos... Sentem-se presos com rotinas, numa casa. Para eles a vida é um mistério, uma aventura. Nenhum dia é igual a outro. E são felizes assim!

Beijinho

Léo disse...

Isso é o que o mundo vê das pessoas de rua.

Eu acho que ficaria também louco se passasse a ser ignorado por todos.

As pessoas deveriam compreender que estes são seres que necessitam de carinho e compreensão. Caso não consiga fornecer isso a eles, no mínimo não os trate como lixo. São seres de carne e osso como nós.

Ousadia criar versos a partir de um tema tão triste e impactante.

Direto do Rio.
Beijinhos.

Gata Verde disse...

Belíssimo e verdadeiro...

beijocas

caurosa disse...

Minha querida amiga Zélia, infelizmente, o nosso Brasil está repleto de seres humanos que vivem nestas condições. Choram os nossos corações... lamentar e protestar... pouco podemos fazer...eu tento através do meu trabalho, educar para uma vida melhor, é pouco... mais o possível no momento. Parabéns pelo que você escreve com sensibilidade e amor.


Paz e harmonia em sua vida,

Forte abraço

CAurosa

rosa dourada/ondina azul disse...

Eles já perderam a esperança na vida...

Levemente,
Focaste um tema tão forte e actual.


Beijo, Linda:)

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ZÉLIA, VOTOS DE BOM DOMINGO...ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A Amizade é...
O mais nobre dos sentimentos,
Cresce à sombra do desinteresse,
Nutre-se brindando-se e floresce
a cada dia com a compreensão.

Seu lugar está junto ao amor
Porque ela é também amor.
Somente os honestos podem
ter amigos, porque à amizade,
o mais leve dos cálculos a fere.

Como é um bem reservado aos
eleitos, é o sentimento mais
incompreendido e o pior interpretado.
Não admite sombras nem fingimentos,
rusticidade nem renúncias.

Exige no entanto sacrifício e coragem,
compreensão e verdade,
VERDADE! acima de todas as coisas.

Com as pequenas coisas
do dia a dia
cresce nossa amizade.
Desejo que sempre seja assim.
(Desconhecido)

Te desejo um final de semana com muitos amigos,amor e paz
Abraços do amigo Eduardo Poisl

EDER RIBEIRO disse...

A indiferença ao outro mostra bem o qto o homem tem de humano e o pouco de divino. Bjos.

Kim disse...

Zélia!
É muito bonito alguém se lembrar de sombras nuas.
Se todos se lembrassem dos desprotegidos, o mundo seria bem mais AZUL.
Bj

Multiolhares disse...

Cada vez vimos mais seres arrastando a vida esfarrapada pelas ruas, é muito triste
beijinhos

Vieira Calado disse...

Aí, como aqui, como por todo o lado.

Só desgraças, nesta pobre humanidade!


Beijinhos

Valdemir Reis disse...

Amiga Zélia é sempre com grande alegria que retorno para este importante espaço. Honrado e feliz. Quero agradecer sua amizade, atenção e gentileza. Muito obrigado! Parabenizo você pela harmonia e qualidade deste trabalho. Grande tema, ótima escolha, lindo visual, relevante protesto e uma grande contribuição, grandioso gesto, gostei. Valeu ter passado aqui. “Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” Cora Coralina. Encontrar-nos-emos sempre por aqui. Aguardo sua visita, passa lá! E volte sempre! Tenha um agradável e feliz fim de semana. Muita paz, brilho, proteção e sucesso. Tudo de bom, prosperidade... Fique com Deus. Forte e caloroso abraço.
Valdemir Reis

Laura disse...

Olá.
Voltando aos seres desabrigados, maltratados pela vida, claro que todos deviam ter um acolhimento melhor pela parte que toca ao estado, mas,segundo palavras deles, assim apareciam ali milhares de pessoas a querer ser sem abrigo...Porque se aproveitariam dessa ajuda e vivieriam sem trabalhar..Um grand eproblema sem dúvida...Mas, que AquELE que tudo pode, nos organize o pensamento para que sejamos todos mais voltados aos ostracisados da sorte...
Um beijinho da laura..

Rodolfo N disse...

Amiga, la realidad que nos muestras en tan delicada y bella poesía me conmovió...
Beijos

O Profeta disse...

Mágnifico poema...


Doce beijo

Mary West disse...

Infelizmente o mundo está cheio destes tipos tristes.

Parapeito disse...

... Palavras de um coração atento.
*
Deixo para ti Zélia ,perte de um poema de Augusto Gil.
Balada da Neve
Que quem já é pecador
sofra tormentos, enfim!
Mas as crianças, Senhor,
porque lhes dais tanta dor?!...
Porque padecem assim?!...

E uma infinita tristeza,
uma funda turbação
entra em mim, fica em mim presa.
Cai neve na Natureza
e cai no meu coração.
*
Um abraço*

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Anônimo disse...

o seu blog foi plagiado, veja aqui: http://euamoumcertorapaz.blogspot.com/2009/05/gente-nua.html

Para todos que aqui passarem e quiserem levar o mimo...

Para todos que aqui passarem e quiserem levar o mimo...
Ganhei do Daniel Milagres e da Ana (Vento sem asas) OBRIGADA, meus queridos amigos!!!

Ganhei do Alvaro...OBRIGADA, meu querido amigo!!!

Esses selos, ganhei de PELOS CAMINHOS DA VIDA...OBRIGADA, minha amiga!!!

Esses selos, ganhei de PELOS CAMINHOS DA VIDA...OBRIGADA, minha amiga!!!

GANHEI DA MINHA AMIGA ISA!!! OBRIGADA, QUERIDA AMIGA...

Ganhei da minha amiga JUANI!!! Obrigada, de coração...

Ganhei da Minha amiga Marta Vasil, do "Lua com Dona"!!!Obrigada!

Recebi esse premio da minha amiga, MARIZ...............do meu amigo, EDUARDO ALEIXO..................e da minha amiga HELEN os........................OBRIGADA, queridos amigos!!!.......................................Recebi também da minha amiga FANNYe da amiga Marta Vasil, do Lua com Dona! Obrigada!!!!

Ganhei do blog PELOS CAMINHOAS DA VIDA! OBRIGADA, AMIGA!!!

Ganhei da Isa! Obrigada, minha amiga!!!

Ganhei da Isa! Obrigada, minha amiga!!!

Ganhei da Izinha do "Magico Olhar"!!!


Ganhei da sam! Comemoração do aniversário do seu blog...OBRIGADA, amiga!

Ganhei do meu amigo, Bill Stein Husenbar OBRIGADA!!!

Ganhei da Ana, do blog SAGITÁRIO!!! Obrigada!!!

OBRIGADA, meu querido amigo!!!

Ganhei do blog, PELOS CAMINHOS DA VIDA...Obrigada, amiga!!!

Ganhei da ANA DINIZ... Obrigada, minha amiga!!!

Ganhei do Martim, do blog"onde me esperas?" Obrigada meu amigo!

OBRIGADA, Serena Flor!!!

Ganhei da Mariz do blog "sou pó e luz" OBRIGADA, amiga!!!

Ganhei da Serena Flor! Obrigada, minha amiga...

Ganhei do meu amigo Tossan, do blog Klic Tossan! Obrigada!!!

Ganhei da Maria, do blog "PAPOILA". Obrigada, amiga!

Ganhei da minha amiga MARIZ! Obrigada...

Ganhei do blog SORRISO! Muito obrigada, amiga!!!

Ganhei da Neide! OBRIGADA, amiga!!!

OBRIGADA, meus amigos!!!

Ganhei da REBECA e JOTA CÊ! E também me foi ofertado pela MARTA VASIL...Obrigada, queridos amigos!!!

Esses selos ganhei da minha amiga, Anita Fonseca...OBRIGADA!!!

Esse selo ganhe da minha amiga Mariazita e i do meu amigo Alvaro! Obrigada!

GANHEI DA ISA, do blog MOMENTOS MEUS...Obrigada, é lindo!

GANHEI DO MEU AMIGO ALVARO! Obrigada!!!

Recebi da minha amiga Margarida do blog FRAGMENTUS e do meu amigo DANIEL SAVIO! Obrigada!!!

Ganhei do blog SONH@DOR@.50...Obrigada, amiga!!!

Ganhei da Isa...Obrigada, querida amiga!!!

Ganhei da Isabel, do blog BC e da Mariz do SOU PÓ E LUZ!! Obrigada minha querida amiga!

Ganhei da Isa, do blog MOMENTOS MEUS...OBRIGADA, AMIGA!!!

Ganhei da Mariz! Obrigada, amiga!!!

Ganhei da CLEO! Obrigada, minha amiga!!!

GANHEI DA FANNY e da Margarida do blog Fragmentus...OBRIGADA, amigas!!!

Ganhei da HAERE MAI e da MARIZ...Obrigada, minha amiga!!!

Ganhei da HAERE MAI e da MARIZ...Obrigada, minha amiga!!!

Recebi da minha querida amiga, ISA! Esse é o Troféu do Amigo! Esses blogs são extremamente charmosos. Esses blogueiros têm o objetivo de se achar e serem amigos. Eles não estão interessados em se auto promover. Nossa esperança é que quando os laços desse troféu são cortados ainda mais amizades sejam propagadas. Entregue esse troféu para oito blogueiros(as) que devem escolher oito outros blogueiros(as) e incluir esse texto junto com seu troféu. Passo a: SAM, SERENA FLOR, TOSSAN, PAPOILA, CLEO, FRAGMENTUS, MARTA VASIL, MARIZ. Estou passando às primeiras pessoas que me ofereceram um selo...